Seguidores

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Billy Joe.


15/02/2009

Estive em prantos.
Billy Joe agora serve a outro dono.
Me sinto como Sansão quando teve cortados os cabelos.
Billy era minha força de ir e vir,
Meu eterno companheiro,
Me levando e trazendo com conforto e segurança.

Eu era A Mulher independente.
Agora Billy serve a outro patrão.
Amigão, nunca achei que fosse possível amar uma COISA.
Agora sei como se sente um violeiro
Que perde suas cordas
e tem muda sua viola.

Eu não faço mais música pelas ruas,
Billy não ronca mais pelas ladeiras,
Aterrorizando com sua Buzina de pato.
“Vai como, com ou sem emoção?”

Nave Joe me levou pro Forró, pro samba,
pra praia, pro trabalho,
Pra Minas, eu e minhas Pretas.
Orgulhosamente despeço-me do maior carro do mundo.
Billy Joe, o sensacional Uno Mille.

Um comentário:

Lili disse...

Cacau! Que texto lindo! Adorei a homenagem, o texto perfeito. Deixa o Billy Joe seguir seu destino. Do teu, tu estás tratando.

Bjo grande!

Lili